“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.”

Mateus 6:34

O que posso conhecer e medir, posso administrar, ordenar, planejar, ajustar, melhorar. Essa é a parte dos problemas da vida que competem a minha disposição de ser proativo. Minha responsabilidade está justamente nas coisas que posso conhecer, medir e tratar. Negligenciar isso é negar o compromisso com a minha própria existência.

Porém, muitas coisas da vida estão na categoria do que NÃO POSSO CONHECER, NÃO POSSO MEDIR, NÃO POSSO ADMINISTAR, NÃO POSSO ORDENAR, NÃO POSSO PLANEJAR, NÃO POSSO RESOLVER. Essa é a parte da existência que não tenho como CONTROLAR, cuidar, administrar. Há inúmeras coisas assim, que acontecem fora do meu alcance e capacidade de reação. Um maluco que bebeu e resolveu dirigir provocando um acidente que não posso evitar…

Um político hiper egocêntrico que toma decisões que afetam meus negócios além de minha capacidade de reação…

Um fenômeno natural que causa danos a pessoas e entidades que dependo para manter meus negócios…

Um problema de saúde que surge de repente…

Infinitas coisas ocorrem independentemente de minha vontade e capacidade de superação….

dia de amanhã faz parte desse universo desconhecido e não mensurável. A ansiedade e o estresse desnecessário residem justamente quando tentamos tratar de coisas tentando supera-las e que NÃO ESTÃO ao nosso alcance no sentido de nossas forças, capacidades. Se compreendermos as naturezas de cada problema que passamos na vida, estaremos mais próximos de compreendermos o que podemos fazer e o que não podemos fazer diante de cada situação, assumindo nossas responsabilidades de forma justa, e evitando que carreguemos em nossos ombros culpas por coisas que não tivemos como evitar, sabendo que fazem parte do que não podemos tratar, algo que devemos conversar em espírito, entregando a DEUS. O que posso tratar, devo tratar. O que não posso, entrego ao SENHOR.

É nesse sentido que entendo este grande ensinamento dos DITOS DE JESUS do SERMÃO DA MONTANHA.

Comentar pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *