“Ler tem seríssimas “contra indicações” a quem prefere rótulos, ideologias e preconceitos: uma delas é desenvolver uma maior capacidade crítica, dependendo da disposição que se tem em conhecer visões de mundo diferentes da que se foi criado e acredita. O conhecimento, como sugere Hayek, é DISPERSO na sociedade, e o grande desafio é compreender a dimensão desse problema, procurar ser humilde diante do que se pode saber, tendo ciência que o que não se pode saber é infinitamente maior. A busca do conhecimento deve estar baseada sempre nessa verdade e, através dela, se compreende a importância da humildade no processo de aprendizado.”
(Leonardo Amorim, 25/01/2020 14h54)

Obras:

 

1. Quando Nietzsche chorou. Romance. De Irvin D. Yalom (EUA, 1931)

————-

2. Brasil: De Castelo a Tancredo. História. De Thomas Skidmore (EUA, 1932-2016).

————-

3. Oração aos Moços. Discurso. De Ruy Barbosa de Oliveira (Brasil, 1849-1923).

————-

4. Ação Humana. Economia. De Ludwig von Mises (Áustria nac., 1881-1973)

————-

5. The Little Book of Valuation. Investimentos. Ações em bolsas de valores. Valuation. De Aswath Damodaran (Índia, 1957).

Comentar pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *