1. Lettere dal carcere.

Política. De Antonio Gramsci (Itália, 1891-1937).

Ver “Cartas do Cárcere”
Ver também “Cadernos do Cárcere”.

———–

2. Apologia de Sócrates.

Filosofia. De Platão (Grécia, 428/427- 348/347).

———–

3. Il Nome della Rosa

Romance histórico. De Umberto Eco (Itália, 1932-2016).

 “O Nome da Rosa” em português.

———–

4. O Livro Politicamente Incorreto da Esquerda e do Socialismo.

Política. Economia. História. De Kevin Daniel Williamson (EUA, 1972).

———–

5. A Lógica do Cisne Negro.

Filosofia. Mercado financeiro. Economia. Matemática. De Nassim Nicholas Taleb (Líbano, 1960).

———–

“Por que Taleb usa a expressão “Cisne Negro”? Para ajudar na compreensão do conceito e do problema do conhecimento que ele apresenta. O Cisne Negro é um animal que se considerava inexistente até ser visto, pela primeira vez, inesperadamente, na Austrália, no século XVII. Todos pensavam que só existiam Cisnes Brancos, baseado no conhecimento que podiam ter sobre as observações na natureza. Havia uma confusão entre o conhecimento parcial e o pleno. Se alguém dissesse, naquela época, que existe “Cisne Negro”, diriam, “não existe!” com base em uma certeza ilusória, de um conhecimento parcial, pois os Cisnes Negros estavam por aí, SÓ NÃO ERAM CONHECIDOS, VISTOS, CATALOGADOS, e quando foram observados pela primeira vez, derrubaram todas as certezas que existiam sobre a coloração dessa linda espécie. Na economia, muitos apresentam certezas sobre “políticas públicas” em meio a inúmeras variáveis desconhecidas e quando uma se manifesta, pode derrubar todas as estimativas de um modelo.  Taleb fala da REALIDADE que constrange muitos economistas, sobretudo aqueles que trabalham para governos e tentam nos convencer de que seus modelos de desenvolvimento darão certo, quando na verdade estão lidando com um volume de problemas cuja maioria sequer podem conhecer minimamente bem.”

(Leonardo Amorim, 08/02/2020 20h26)

Comentar pelo Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *