Os meios representam a semente e o fim representa a árvore

Os fins justificam os meios? A violência pode ser um instrumento de justiça e liberdade? Ao ver o vandalismo nos EUA entre aqueles que dizem lutar pelos benefícios da “democracia” (a associação  é um tanto ambígua para mim), pensei nesta mensagem do maior líder na luta por direitos civis, que organizou multidões contra o racismo […]

Read more

Fogo cruzado

Estamos em um fogo cruzado: de um lado o corporativismo estatal do deus-judiciário, ou a “senhora obesa nos ombros do famélico” do dinamarquês Jens Galschiot (imagem), para mim uma perfeita ilustração do que é a justiça do Estado sobre aqueles que a custeiam, muitas vezes chamado de “povo”, enquanto atua como um Estado sobre o […]

Read more

“Credere, obbedire, combattere”

Olavo de Carvalho em vídeo postado [1] em 15/09/2019: “A coisa mais urgente no Brasil, vocês têm que criar uma militância bolsonarista agora. Não é conservadora, não é liberal, não é cristã, não é pró-família, não! Ham? Você tem que apoiar o chefe, não é apoiar a ideia, porque se você apoia a ideia, você […]

Read more

A política e o crime…

Ganhou notoriedade de “herói nacional” por enfrentar as máfias petista e emedebista. De fato, abalou alicerces do crime organizado, pleonasmo para uma atividade chamada “política”. Cobraram-no (injustamente) sobre a máfia tucana, quando figurões estavam todos como parlamentares imunes à jurisdição de primeira instância. Fez o que estava ao seu alcance, dentro dos legalismos do “aparato” […]

Read more

Sobre os conselhos profissionais

Publicado originalmente em 05/04/2018 – Última edição em 16/02/2020 Reedito minha reflexão sobre os conselhos profissionais que, a meu ver, são exemplos clássicos da confusão entre direitos e privilégios, algo tão comum no Brasil. Fala-se muito em “crise de representatividade” no Brasil e logo o tema se associa (novamente!), quase que de forma instantânea aos […]

Read more

Leitura 15/02/2020

Sessão leitura. Skin in the Game: Hidden Asymmetries in Daily Life. Língua inglesa. Em Kindle. Título em português disponível : Arriscando a própria pele: Assimetrias ocultas no cotidiano Filosofia, Matemática. Mercado de ações. Investimentos. De Nassim Nicholas Taleb (1960, Líbano). —————– Outras obras do autor: 1997. Dynamic Hedging: Managing Vanilla and Exotic Options 2004. Iludido […]

Read more

E a família, não tem o direito de existir?

Diante desta reflexão no Seminário Internacional “Democracia em colapso?”, penso na seguinte questão: E a família, não tem o direito de existir? Quando alguém assume um interesse público, político, de não querer que algo exista em sociedade, e este “algo” se trata de uma instituição que surgiu ANTES DO ESTADO, estou diante de um problema comum […]

Read more

Por que há tanto interesse por política?

Do alto da montanha um franzino “giovane” se aproximou com um olhar pálido e despretensioso. O adverti da inconveniência de sua presença, no entanto, ele insistiu, talvez estimulado por outro ex-bolsomínion cujo cérebro consistia em músculos “sarados” e tatuados com louvores ao “mito”. Apresentou-me uma demanda aparentemente boba, sem segundas intenções: “Pastor, por que há […]

Read more

Quais os limites da liberdade de expressão?

Em setembro de 2018 a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” que tem como personagem central um Jesus como uma transexual, foi impedida de ser apresentada no Sesc de Jundiaí (SP), por ordem judicial [1]. No ano passado, a peça voltou a ser objeto de polêmica com o veto do prefeito de Garanhus […]

Read more

Notas sobre fascismo

Nada me parece ser mais irônico do que ser chamado de “fascista” por argumentar favoravelmente à extinção de todo ordenamento regulatório coletivista que concentre no estado poder para interferir nas relações econômicas e nos costumes da sociedade. Pude atestar na pele tal conceito do senso comum, inclusive entre acadêmicos, quando externei um entendimento sobre a […]

Read more

Discurso político

O discurso político, não raramente, é construído para ter mais de um sentido, composto por camadas rasas de análise para alcançar o público mais cobiçado por todo político de grande alcance: o analfabeto funcional, sujeito que é incapaz de compreender textos simples, por si mesmo, e assim, se torna fácil de ser manipulado. O político […]

Read more

Quis custodiet ipsos custodes?

A polêmica em torno da “CPI da Lava Toga” é o antigo drama “Quis custodiet ipsos custodes?” ou “Quem vigia os vigilantes?”, do poeta romano Juvenal, que viveu no primeiro século d.C. O intelectual Rui Barbosa (1849-1923) me lembra desse dilema de outra forma: “A pior ditadura é a do Poder Judiciário. Contra ela, não […]

Read more

Não sei quase nada…

Não sei quase nada sobre o problema da preservação da Amazônia, certamente, um dos mais complexo da história politica da humanidade. É o tipo de questão que demanda muita leitura, oitivas, conhecimento profundo sobre muitos lados, começando pelos nativos, passando pelos ambientalistas, antropólogos e outros cientistas, muitos que dedicaram a vida inteira para o tema […]

Read more

Agosto

Agosto é considerado o “mês das bruxas” na política. Vargas deu um tiro no coração em 24 de agosto de 1954, no Palácio do Catete, Rio de Janeiro. Jânio Quadro renunciou em 25 de agosto de 1961, depois de ter sido eleito para “varrer a corrupção” do Brasil. No dia 22 de agosto de 1976, […]

Read more

O velho populismo

Causa-me sempre apreensão quando vejo políticos explorando, com ardil peculiar, sentimentos coletivos de uma massa que os libertários, como este que vos escreve, chamam jocosamente de “gado”. Ultimamente têm se intensificado as ações de Bolsonaro no sentido de arrogar para si uma condição de líder carismático, suscitado por alguma força maior (divina?), escolhido pelo que […]

Read more

O preço da coerência

Não me apetece qualquer necessidade de tomar partido pelo filósofo Olavo de Carvalho, autor de obras que li e admiro enquanto o que ele representa para os assim chamados “olavetes”, a patrulha ideológica de direita que atua, sobretudo, naqueles meios “que deram voz a uma legião de imbecis”, aqui lembrando a precisa definição para o […]

Read more

É a democracia…

O que é a democracia representativa republicana, querido Joãozinho? Indagou Mariazinha ao seu namorado. Joãozinho, um austríaco, nada lhe disse e imediatamente organizou um jantar com casais amigos com uma brincadeira muito diferente: haveria uma eleição para a escolha do prato principal. Cinco casais, dez votos e o prato vencedor seria servido a todos no […]

Read more

A nova política…

A nova política de Vitória de Santo Antão, assim como em qualquer canto do país, está repleta de indivíduos que se orgulham de não fazer parte das famílias tradicionais de políticos, mas que defendem ideias tão parecidas ou ainda piores para gastos governamentais. Sabe aquele rapazinho ou aquela mocinha de boa articulação nas palavras, universitários […]

Read more

Não é nada conservador

O presidente Bolsonaro censurou propaganda do Banco do Brasil? Sem dúvida, uma censura, algo que me parece preocupante para quem se diz conservador. 1 – Não é nada conservador quando um político se intromete em decisões administrativas de uma empresa estatal, com base em opiniões pessoais, mesmo alegando seguir uma agenda eleitoral que se auto […]

Read more