O que é “viver o que se prega”?

O que é “viver o que se prega”? Aprendi o significado na dor, lá pelos idos de 2003-2006 no seminário, vendo professores que eram de “mente aberta” em sala de aula, mas fundamentalistas no púlpito. Diante dos discentes, se portavam como pensadores empolgados com a liberdade de expressão, mas diante da congregação dominical, se transformavam […]

Read more

Vida acadêmica

Estudar é um impulso primitivo que faz a espécie animal humana ser diferente das demais. A atividade intelectual é um fenômeno de liberdade e sendo assim,  não pode ser contida institucionalmente. Intelectualidade, aqui vertendo às ciências econômicas, só me parece ter algum sentido se estiver amalgamada com a sociedade, termo que aqui utilizo no sentido […]

Read more

“Fragilista”

Um tipo epidêmico na decadente pós-modernidade é o “fragilista”, termo trabalhado por Nassim Nicholas Taleb em “Antifrágil”. “Fragilista” é um sujeito que acredita no poder de intervenção, na própria dominância exercida sobre indivíduos e organizações que o cercam. Os mais extremos caem na compulsão extrema, usando de todo aparato coercitivo que estiver ao seu alcance, cuja […]

Read more

A linguagem como forma de exclusão

Quem já não ouviu expressões como briefing, CEO, gap, compliance, outsourcing, deadline e ficou perdido? O diretor executivo, “presidente” ou CEO, sigla para  Chief Executive Officer. Para os “mais evoluídos”, treinamento é coisa do passado, e um novo conceito promete avanços: coaching.  O resumo de uma proposta profissional fica melhor quando chamado de briefing. E se […]

Read more

O preço da pureza

Do carismático Stephen Hawking (1942-2018), “o maior inimigo do conhecimento não é a ignorância, mas a ilusão do conhecimento”.   Talvez o professor de Cambridge tenha vivenciado em si mesmo tamanha ilusão em relação à sua tese sobre buracos negros e um estudo que publicou na revista Nature em janeiro de 2014, onde nega a própria […]

Read more

“Vou pesquisar pelo zap”

Outro dia me pediram um “resumo completo”, no máximo em “cinco minutos”, da “reforma trabalhista” e do eSocial, pelo “zap”. Alegando “não ter tempo”, o indivíduo demonstrava bastante pressa afirmando que “os grupos costumam salvá-lo” enquanto costuma anunciar com alarde que presta serviços de consultoria altamente especializada em “riscos fiscais”.  Outro jovem, seguindo pelo mesmo […]

Read more