Entre o instinto e a razão

Por pr. Abdoral Alighiero Domingo de primavera e no alto da montanha eis que abro o primeiro capítulo da derradeira obra de Hayek [1] para contrariar o individualismo primitivo discorrido por Thomas Hobbes [2] dos primórdios da espécie humana, coletivista, tribal, lembrando outra obra [3], de um filósofo da EA que não se deu bem […]

Read more

Revoltas no jardim da infância

[1] Por Pastor Abdoral Alighiero No alto da montanha abro o Le Monde [2] e vejo que cerca de 33 mil pessoas teriam ido às ruas, pelas contas do ministério do interior, para protestar contra o governo Macron por causa da lei “sécurité globale” (segurança global) precisamente sobre o artigo 24 que penaliza qualquer divulgação de […]

Read more

Fogo cruzado

Estamos em um fogo cruzado: de um lado o corporativismo estatal do deus-judiciário, ou a “senhora obesa nos ombros do famélico” do dinamarquês Jens Galschiot (imagem), para mim uma perfeita ilustração do que é a justiça do Estado sobre aqueles que a custeiam, muitas vezes chamado de “povo”, enquanto atua como um Estado sobre o […]

Read more

Quis custodiet ipsos custodes?

A polêmica em torno da “CPI da Lava Toga” é o antigo drama “Quis custodiet ipsos custodes?” ou “Quem vigia os vigilantes?”, do poeta romano Juvenal, que viveu no primeiro século d.C. O intelectual Rui Barbosa (1849-1923) me lembra desse dilema de outra forma: “A pior ditadura é a do Poder Judiciário. Contra ela, não […]

Read more

Coraticum

Coraticum, do latim cor (coração) e aticum, sufixo que indica ação relacionada ao termo (radical) anterior. Da etimologia à epistemologia, coragem definida em imagens transmitidas da Praça Celestial, em 1989, na forma nua e crua. Não se sabe do paradeiro do incrível homem que desafiou uma fila de tanques guiados para intimidar estudantes que protestavam […]

Read more

Amoêdo e a taxação de igrejas

Não é raro observar defensores da ideia de que igrejas devem ser tributadas em relação ao que arrecadam. Há um registro de sugestão legislativa que tramita no Senado em favor do fim da imunidade tributária para entidades religiosas [1]. A “imunidade” é relativa. Atualmente, igrejas são tributadas sobre a folha de salários, em termos previdenciários, […]

Read more

Novo

  Filiei-me ao Partido Novo [1] em novembro de 2015. Foi um ato sem esperança. Para entender o sentido, sugiro Nietzsche. O Novo também não é uma organização 100% cataláxia [2], mas poderá ser importante contra as “velhas raposas” politiqueiras. Respeito quem tem esperança pela política e crê na democracia, na “ditadura da maioria”; oclocracia, uma […]

Read more