Discurso político

O discurso político, não raramente, é construído para ter mais de um sentido, composto por camadas rasas de análise para alcançar o público mais cobiçado por todo político de grande alcance: o analfabeto funcional, sujeito que é incapaz de compreender textos simples, por si mesmo, e assim, se torna fácil de ser manipulado. O político […]

Read more

Pastiche

Ontem (12/10) foi o dia de Nossa Senhora Aparecida. Nas imediações da Basílica, imagens que denotam um homem, um político, idolatrado, sob o coro de “mito!”. Até parece que foi o  dia do tal político e não da Aparecida. Um político que se declara católico, mas não teve qualquer constrangimento em se aproveitar de um […]

Read more

Quis custodiet ipsos custodes?

A polêmica em torno da “CPI da Lava Toga” é o antigo drama em torno de questões éticas sobre o monopólio do Estado: “Quis custodiet ipsos custodes?” ou “Quem vigia os vigilantes?”, do poeta romano Juvenal, que viveu no primeiro século d.C. O intelectual Rui Barbosa (1849-1923) me lembra desse dilema de outra forma: “A […]

Read more

Um conservador…

Um conservador será identificado cultivando valores no âmbito de sua competência privada, incluindo a educação como processo (sobre filhos e demais membros) como algo prioritariamente sob o controle das famílias, que são espaços privados que representam a base da ordem social e o vetor que viabilizou o que conhecemos hoje por civilização. Um conservador não […]

Read more

Agosto

Agosto é considerado o “mês das bruxas” na política. Vargas deu um tiro no coração em 24 de agosto de 1954, no Palácio do Catete, Rio de Janeiro. Jânio Quadro renunciou em 25 de agosto de 1961, depois de ter sido eleito para “varrer a corrupção” do Brasil. No dia 22 de agosto de 1976, […]

Read more

A nova política…

A nova política de Vitória de Santo Antão, assim como em qualquer canto do país, está repleta de indivíduos que se orgulham de não fazer parte das famílias tradicionais de políticos, mas que defendem ideias tão parecidas ou ainda piores para gastos governamentais. Sabe aquele rapazinho ou aquela mocinha de boa articulação nas palavras, universitários […]

Read more

Não é nada conservador

O presidente Bolsonaro censurou propaganda do Banco do Brasil? Sem dúvida, uma censura, algo que me parece preocupante para quem se diz conservador. 1 – Não é nada conservador quando um político se intromete em decisões administrativas de uma empresa estatal, com base em opiniões pessoais, mesmo alegando seguir uma agenda eleitoral que se auto […]

Read more

Notas sobre fascismo

Nada me parece ser mais irônico do que ser chamado de “fascista” por argumentar favoravelmente à extinção de todo ordenamento regulatório que concentre no estado poder para interferir nas relações econômicas e nos costumes da população. Pude atestar na pele tal conceito do senso comum, inclusive entre acadêmicos, quando externei um entendimento sobre a CLT. […]

Read more

Divina Comédia

  [1] Do lugar mais fundo e denegrido O ouro negro não se encontra De uma tempestade no deserto circunda Ao círculo de Judas foi trazido. [2] “É o pai! É o pai!”, gritou um devoto de Maomé. “Quero o sangue!” clamou uma multidão cambaleante. Cornígeros demônios açoitando Com grandes azorragues que não cessam. [3] […]

Read more

Bolsonaro liberal? Mercado empolgado… Melhor aguardar os fatos

A B3 registrou, na primeira semana após a vitória de Bolsonaro, uma correção sobre as expectativas negativas em torno da ameaça da volta do populismo petista, e assim se ajustou indo aos 88k. O câmbio seguiu uma discreta trajetória de ajuste em queda, como efeito das mesmas precificações. A empolgação tem prazo de validade curtíssimo […]

Read more

Sérgio Moro

  Nada podemos contra a verdade, senão pela verdade, escreveu o apóstolo Paulo aos Coríntios [1]. Passados quase dois anos do acórdão da Ação Penal (AP) 470 que envolveu parte da cúpula do PT, estourou a Lava Jato (2014).  Não importa se são décadas de compadrio, se a máquina da corrupção parece invencível, a verdade sempre […]

Read more

Uma incógnita…

  Intervencionismo ingênuo é o que molda a crença que governos podem gerenciar fatores econômicos com relativo êxito, sobretudo tomando (por coerção via sistema tributário) e realocando recursos por meio de subsídios e programas sociais, além de impor “regulações” no mercado. Friedrich August von Hayek, herdando a base do pensamento de Ludwig von Mises, deu […]

Read more

Um feliz novo fim do mundo

Despedida Amigos, já sobrevivi a muitos apocalipses. O primeiro aconteceu quando eu tinha 15 anos, na queda do muro de Berlim. Depois, logo outro triste fim do mundo com a extinção da União Soviética. O fim de um sonho adolescente contra o capitalismo malvadão. Naquela época eu era um socialistazinho, um bocó, e claro, quando […]

Read more

Rali 2022 já começou

O “rali” presidencial para 2022 já começou e quem deu o mote foi Cid Gomes, o irmão de Ciro Gomes. Depois que Haddad e comitiva de comunistas, ideólogos de gênero e abortistas, posaram de “conservadores”, se vestiram de verde e amarelo, tentando se passar por bolsonaristas, foram a uma missa e receberam a hóstia consagrada, […]

Read more

13 motivos para votar no PT

Do alto da montanha, quebrando a paz e o silêncio das preces, adentrou em minha caverna um grupo de jovens bocós travestidos de uma vestimenta alaranjada, com o nome de uma organização FDP de banqueiros globalistas, cujo idiota dono deste blog é filiado. Nada vos falei. Calados entraram e calados saíram. Mas, vendo como a […]

Read more

Democracia NÃO é sinônimo de liberdade

Em tempos de dramas eleitorais, o Burger King publicou um comercial sobre o voto em branco. Diz a descrição do vídeo, no YouTube, que “votar em branco é um direito seu. Mas olha o que acontece quando você abre mão do seu direito de escolha”. A proposta parece inteligente, apenas parece… O apelo contra o […]

Read more

Jair Messias Bolsonaro

No antigo Egito, o supremo governante, mais conhecido como “faraó”, era considerado um “deus”, sob o mito da filiação com Osíris. Isso pode soar ridículo ao nosso tempo, mas, se pararmos um pouco para pensarmos, a política e o que se espera dos políticos são coisas que, de fato, estão na esfera do intermediário entre […]

Read more

Prestes a completar 30 anos

O Constituição Federal de 1988 (CF/88) está prestes a completar 30 anos e a melhor definição sobre a “carta magna” vem de Roberto Campos em uma palestra proferida em 1988: Um besteirol socialista que fez o país saltar de uma carga tributária de 20,1 no final dos anos 1980, para 33% do PIB], além de […]

Read more