Paralaxe cognitiva

  Revisado em 05/11/2018 08h16 O que é “viver o que se prega”? Aprendi o significado na dor, lá pelos idos de 2003-2006 no seminário, vendo professores que eram de “mente aberta” desenvolvendo teorias em sala de aula, mas as negando como fundamentalistas no púlpito. Diante dos discentes, se portavam como pensadores empolgados com a […]

Read more

Sören Aabye Kierkegaard

Não vou falar de um cinco de maio face aos dos 200 anos daquele “filósofo” [1] que deixou a família na miséria, viveu à custa de um amigo rico e igualmente oportunista. Não vou falar de um sujeito que não cuidou bem dos filhos, mas queria salvar o mundo, cujo aniversário é celebrado por incautos […]

Read more

“A verdade que ensina interiormente”

Se eu fosse católico, seria devoto dele. Santo Agostinho de Hipona (354-430). Em sua obra mais famosa, Confissões, “Cristo é a verdade que ensina interiormente”, embora o conceito esteja mais explícito em seus diálogos com Adeodato [1] em De Magistro (Do Mestre), essa concepção molda o estilo literário do maior teólogo da Patrística. A filosofia em Agostinho é […]

Read more

À escuta do Outro

À escuta do Outro, obra de Bruno Forte, teólogo italiano, católico-romano, tem no Capítulo IV, uma curiosa crítica à abordagem antropológica existencial de Rudolf Bultmann, um dos teólogos protestantes que mais influenciaram minha formação cristã na passagem pelo Seminário. Foi a ultima indicação de leitura que recebi em 2006, do grande professor de filosofia, João […]

Read more