Uma leitura ao dia (mai/22)

20/05/2022 22h24 Imagem: BBC “Em resumo, diremos que o “homem religioso” é um anormal e que a “religião” é a causa certa de algumas “doenças epidêmicas do espírito” para as quais é necessário o tratamento de alienistas” Tradução livre. Obra: L’uomo e la divinità. Dio non esiste. Le radici atee e materialiste del fascismo. A […]

Read more

Fly

15/05/2022 A relevância dos opostos À escuta de Brothers, do maestro Ludovico Einaudi (Italia/Torino, 1965), ao piano de Jeroen van Veen (Holanda/Herwen, 1969) e a digerir ainda o conto de 21 de abril, de meu velho amigo de infância, eremita pastor que não gosta de receber visitas, não quer crentes(seguidores) em seu regaço e está […]

Read more

Teologia do Corpo

23/06/1982, 30/06/1982, 07/07/1982, 14/07/2022 e 21/07/1982– São Paulo dá um timbre próprio sobre a continência pelo Reino de Deus (I Coríntios 7),  fruto de sua experiência apostólica-missionária. Na carta aos Romanos, vê a redenção do corpo, alienado do influxo do Espírito de Deus, como objeto de esperança em uma dimensão antropológica e ao mesmo tempo cósmica. […]

Read more

Uma leitura ao dia (abr/22)

30/04/2022 14h42 Imagem:  El Español “Em 1942, aos 10 anos de idade, ganhei o primeiro prêmio nos Ludi Juveniles (um concurso com livre participação obrigatória para jovens fascistas italianos — vale dizer, para todos os jovens italianos). Tinha trabalhado com virtuosismo retórico sobre o tema: “Devemos morrer pela glória de Mussolini e pelo destino imortal […]

Read more

Uma leitura ao dia (mar/22)

Continua em abril/2022 31/03/2022 23h32 Imagem: BBC “Anti-individualista, a concepção fascista é para o Estado; e é para o indivíduo na medida em que coincide com o Estado, a consciência universal e a vontade de sua existência histórica. É contra o liberalismo clássico, que surgiu da necessidade de reagir ao absolutismo e esgotou sua função […]

Read more

Uma leitura ao dia (fev/22)

Bem vindos à seção de recomendações de leitura do blog. Uma leitura ao dia é um espaço neste blog onde compartilho algumas de minhas experiências como leitor. Continua em março/2022 28/02/2022 22h58 Imagem: Reprodução de Demodaran online “Oscar Wilde definiu um cínico como aquele que “sabe o preço de tudo e o valor de nada”. […]

Read more

Uma leitura ao dia (jan/22)

Continua em Fev/2022 31/01/2022 23h22 […] Vejo o mundo se transformando aos poucos numa selva, ouço o trovão que se aproxima e que, um dia, irá nos destruir também, sinto o sofrimento de milhões. E, mesmo assim, quando olho para o céu, sinto de algum modo que tudo mudará para melhor, que a crueldade também […]

Read more

Interminável fim dos tempos

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha de um sábado de verão, com ar de inverno, eis que surge mais um beato “conservador” da confissão apocalítica dos ávidos pelo fim do mundo, em plena escatologia covidiana, falando de um meteoro e de um tsunami como mais alguns sinais para (mais um) fim da trajetória […]

Read more

Humanae

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha, no primeiro domingo do novo ciclo solar, eis que surge um saudosista sexagenário daquele tipo que se vê como “conservador”, ainda esperançoso no inquilino do Palácio, a se lamentar sobre o que define acerca do “futuro da humanidade” mediante uma juventude que estaria tão somente na “perdição” […]

Read more

Buongiorno

26/12/2021 Há exatos 30 anos ocorreu a dissolução da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), maior país socialista concebido até então, para a tristeza de muitos canhotos das ideias, aqui no Brasil, que apreciam um regime autoritário e tentam reescrever a história no melhor estilo do Miniver de 1984. O fim da URSS se deu […]

Read more

Entre o instinto e a razão

Por pr. Abdoral Alighiero Domingo de primavera e no alto da montanha eis que abro o primeiro capítulo da derradeira obra de Hayek [1] para contrariar o individualismo primitivo discorrido por Thomas Hobbes [2] dos primórdios da espécie humana, coletivista, tribal, lembrando outra obra [3], de um filósofo da EA que não se deu bem […]

Read more

Os pedidos de Francesco

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha ouvindo Tomasso Albinoni e apreciando o belo discurso do papa Francesco com base na doutrina social da Igreja e nas “estruturas de pecado” em modo de teologia pública. Na lista de pedidos direcionada aos poderosos do capital, essencialmente baseados no problema da desigualdade, senti falta de uma […]

Read more

O socialismo de Hitler

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha, velhas indagações após um sábado em que “fascismo” e “nazismo” tornam à baila por quem usa esses termos como brutta figura, tão-somente para macular a quem discorda de suas ideias. Hitler foi de direita ou de esquerda? Liberal, conservador ou progressista ? A primeira pergunta não vale […]

Read more

Gaius Iulius Caesar

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha, vejo os que têm fetiche em ser governado por homem de farda, clamando para que generais tomem o poder e nada mais mítico que o general Caio Júlio César (100 a. C – 44. a.C), lendário comandante de legiões e protagonista de uma sólida trajetória militar [1]. César […]

Read more

Dia do Contador

No dia 22 de setembro de 1945, o ditador Getulio Vargas, versão política mais próxima do fascismo que houve na terra brasilis, assinou o Decreto-lei Nº 7.988 [1],  determinando a criação de um curso de “ciências contábeis e atuariais” [2] com duração de quatro anos e uma grade curricular exigível. Antes do decreto-lei de 1945 existiam […]

Read more

Alimenta

Marco Úlpio Nerva Trajano Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha em uma linda tarde de leituras dominicais, com a primavera cada vez mais próxima, eis que meu amigo de infância me deixou aos cuidados deste distinto blog, para um merecido repouso, enquanto sua secretária particular, minha amiga medieval de Firenze, dona Gioconda, trabalha […]

Read more

Secessão

Por pr. Abdoral Alighiero Do alto da montanha hoje é dia de ver gente comemorando a secessão de sete de setembro de 1822 com a bandeira da República, aquele movimento de espertalhões que em 15 de novembro de 1889 deram um golpe militar nos descendentes dos que protagonizaram a Independência, movimento político que selou o […]

Read more

Domus

Do alto da montanha, como se não bastasse Pernambuco ser um grande centro de comunistas na Banânia, agora vejo duas cidades disputando o “honroso” título de população com o menor QI do estado, enquanto prossigo conferindo a obra “Historia de Roma” [1] do camarada espirituoso Indro Montanelli e eis que me veio à mente o […]

Read more

Três mercados

  Lobistas que exploram e faturam alto com o eSocial, os chamo de “eSocialites”, são os grandes experts do meio contábil em saber comprar oportunidades, com a indústria da burocracia, para vender ilusão. Estão no topo de uma cadeia de três mercados. As eSocialites e as TIs compram a oportunidade ancorada na velha “prática” (capitalismo […]

Read more

Divide et Impera

Do alto da montanha despachei meu velho amigo de infância e eis que vejo a proximidade da primavera o vendo com planos para férias tão aguardadas enquanto duas vezes adiadas. Neste lindo final de semana ele apreciou melhor a própria ignorância e veio me falar sobre as distrações do Panem et Circenses. Reza o dito […]

Read more

Panem et Circenses

Do alto da montanha vejo uma sombra de coisas em que se é possível encontrar imediata e fatal distração se convertendo em alienação. Na antiga Roma, ir ao Colosseo era a diversão mais útil para o Imperador manter o povão no cabresto e inibir o contrapeso virtual de opositores no Senado. Então, no Colosseo literalmente […]

Read more

Lucrécia

[1] Do alto da montanha, sob a graça dominical da terceira sinfonia de Beethoven, sem ser incomodado com visitantes peripatéticos que só querem consolo com seus políticos de estimação, este velho eremita está a meditar no livro do espirituoso Indro Montanelli [1] ao contar a tragédia da lendária dama romana Lucrécia, senhora esposa de Lúcio Tarquínio […]

Read more

Numa Pompilius

Por Pastor Abdoral Alighiero – Do alto da montanha enquanto Mozart soava ambientado em um concerto com a passarinhada, eis que estava a meditar na obra Historia de Roma [1]  no tocante a Numa Pompilius, sujeito que sete séculos antes de Cristo assumiu o controle de Roma após a morte do primeiro rei, Rômulo, que segundo a […]

Read more

Por que os piores chegam ao poder?

Por Pastor Abdoral Alighiero – Do alto da montanha em preces dominicais, apreciando obras do maestro Ludovico Einaudi,  me veio à mente uma questão similar feita pelo sábio F. A. Hayek [1]: Por que não seria possível que os poderes “públicos” monopolizados pelo aparato estatal, se necessário à consecução de objetivos importantes, fossem dirigidos por […]

Read more