Por que há tanto interesse por política?

Do alto da montanha um franzino “giovane” se aproximou com um olhar pálido e despretensioso. O adverti da inconveniência de sua presença, no entanto, ele insistiu, talvez estimulado por outro rapaz cujo cérebro consistia em músculos “sarados” e tatuados com o “mito”, um ex-bolsonarista que outrora me visitara. Apresentou-me uma demanda aparentemente simples e sem […]

Read more

Quais os limites da liberdade de expressão?

Em setembro de 2018 a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” que tem como personagem central um Jesus como uma transexual, foi impedida de ser apresentada no Sesc de Jundiaí (SP), por ordem judicial [1]. No ano passado, a peça voltou a ser objeto de polêmica com o veto do prefeito de Garanhus […]

Read more

Sobre os danos do eSocial

O eSocial não é um produto originado do mercado. Não está baseado em uma livre oferta de agentes econômicos para solução de um determinado problema de economia. O eSocial deriva tão-somente do corporativismo em torno do Estado e está baseado em três elementos moralmente questionáveis: 1-Compulsão (do Estado, para controles sociais, Big Brother Fiscal); 2-Coerção […]

Read more

Milano

Foto Ilustrativa: Philippe de Champaigne Se eu fosse católico seria um devoto de Santo Agostinho de Hipona (354-430). Identifiquei-me imediatamente com os escritos dele a partir de sua obra mais famosa, Confissões. Nos diálogos com Adeodato [1], De Magistro (Do Mestre), destaco o que considero ser uma síntese sobre o pensamento teológico do maior ícone da […]

Read more

Notas sobre fascismo

Nada me parece ser mais irônico do que ser chamado de “fascista” por argumentar favoravelmente à extinção de todo ordenamento regulatório coletivista que concentre no estado poder para interferir nas relações econômicas e nos costumes da sociedade. Pude atestar na pele tal conceito do senso comum, inclusive entre acadêmicos, quando externei um entendimento sobre a […]

Read more

Os mais velhos…

  Nada contra os assim chamados “mais jovens”. Prefiro os assim chamados “mais velhos”. Ouvi-los, observa-los, medita-los. Os assim chamados “mais velhos” podem ser taxados de ultrapassados, “jurássicos”, arcaicos, morosos, mas tudo isso para mim indica qualidades. Dentro de cada história longamente vivida há um contexto para ser conhecido, compreendido, com ensinamentos para serem tomados […]

Read more

Discurso político

O discurso político, não raramente, é construído para ter mais de um sentido, composto por camadas rasas de análise para alcançar o público mais cobiçado por todo político de grande alcance: o analfabeto funcional, sujeito que é incapaz de compreender textos simples, por si mesmo, e assim, se torna fácil de ser manipulado. O político […]

Read more

Mateus 6:34 “Basta a cada dia o seu mal”

“Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã, porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.” Mateus 6:34 O que posso conhecer e medir, posso administrar, ordenar, planejar, ajustar, melhorar. Essa é a parte dos problemas da vida que competem a minha disposição de ser proativo. Minha […]

Read more

“Nossa bandeira jamais será vermelha”

Do alto da montanha fui incomodado com os passos de um brucutu, que mais parecia o Schwarzenegger na época em que concorria no fisiculturismo, com um 17 tatuado no ombro esquerdo e um olhar meio perdido. Sem entender bem o que o “mito” fez na China, queria me ouvir a respeito. Disse ao rapaz que o […]

Read more

“Cisne Negro”?

Taleb conceitua um “Cisne Negro” [1] como um evento com três características elementares: é imprevisível, tem consequências impactantes e após sua ocorrência, criam-se formas de torná-los menos aleatórios. O “Cisne Negro” mais conhecido (e dramático), para ilustrar o conceito, foi o ataque terrorista de “11 de setembro” nos EUA. As manchas de óleo que vem atingindo […]

Read more

Pastiche

Ontem (12/10) foi o dia de Nossa Senhora Aparecida. Nas imediações da Basílica, imagens que denotam um homem, um político, idolatrado, sob o coro de “mito!”. Até parece que foi o  dia do tal político e não da Aparecida. Um político que se declara católico, mas não teve qualquer constrangimento em se aproveitar de um […]

Read more

Os dois tipos de elogios

Do alto da montanha acordei com meus amiguinhos silvestres e eis que um jovem bocó atormentado entrou em minha caverna com a seguinte aberração: – Bom dia mestre Abdoral! Grande mestre, sempre faço das suas às minhas palavras, por causa da inefável sabedoria que habita em ti… Logo após pedir apoio a um projeto político, […]

Read more

Ciência…

Estudar escassez pode ser uma forma de fazer ciência… Mas estudar “economia” não garante, necessariamente, fazer ciência. Estudar fenômenos patrimoniais de entidades pode ser uma forma de fazer ciência… Mas, estudar “contabilidade” não garante, necessariamente, fazer ciência. Estudar comportamentos humanos pode ser uma forma de fazer ciência. Mas, estudar “psicologia” não garante, necessariamente, fazer ciência. […]

Read more

Sobre os conselhos profissionais

Aproveitando que no próximo dia 22 se comemora o Dia do Contador, reedito minha reflexão sobre os conselhos profissionais, que são exemplos clássicos da confusão entre direitos e privilégios, tão comum no Brasil. Sob a chancela do Estado, conselhos profissionais operam como aparatos que gozam de poder de coerção e compulsão para explorar um monopólio […]

Read more

Quis custodiet ipsos custodes?

A polêmica em torno da “CPI da Lava Toga” é o antigo drama em torno de questões éticas sobre o monopólio do Estado: “Quis custodiet ipsos custodes?” ou “Quem vigia os vigilantes?”, do poeta romano Juvenal, que viveu no primeiro século d.C. O intelectual Rui Barbosa (1849-1923) me lembra desse dilema de outra forma: “A […]

Read more

Um conservador…

Um conservador será identificado cultivando valores no âmbito de sua competência privada, incluindo a educação como processo (sobre filhos e demais membros) como algo prioritariamente sob o controle das famílias, que são espaços privados que representam a base da ordem social e o vetor que viabilizou o que conhecemos hoje por civilização. Um conservador não […]

Read more

Tristitia de alienis bonis

Não cobiçarás a casa do teu próximo, não cobiçarás a mulher do teu próximo, nem o seu servo, nem a sua serva, nem o seu boi, nem o seu jumento, nem coisa alguma do teu próximo. [1] Êxodo 20:17 Uma deficiência para lidar e aceitar qualidades e posses de algo ou outro semelhante. Do latim invida […]

Read more