Por que não me envergonho do STF

O episódio do ministro Enrique Ricardo Lewandowski, no ano passado, provocado em um voo comercial por um indivíduo que se disse “envergonhado” com a corte suprema brasileira, serve para ilustrar como a ética do coletivismo, em torno do estado, tem um grande poder no imaginário popular. O resultado do julgamento de ontem (14), cujo desdobramento pode […]

Read more

Quais os limites da liberdade de expressão?

Em setembro do ano passado, a peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” que tem como personagem central um Jesus como uma transexual, foi impedida de ser apresentada no Sesc de Jundiaí (SP), por ordem judicial [1]. Recentemente, a peça voltou a ser objeto de polêmica com o veto do prefeito de Garanhus (PE), […]

Read more

Paralogismo e dispersão do conhecimento

Vejamos um paralogismo: Todos os A são G. Todos os S são G. Logo, todos os A são S. Uma falácia pela “falta de quantificação do termo médio” [1], o que também expressa, a meu ver, um silogismo que penso, se tratar também de um problema que envolve “dispersão”. A falta de conhecimento determinado em […]

Read more

Viver o que se ensina

  Revisado em 24/02/2019 13h12 Aprendi o significado do “viver o que se ensina” pela dor da indignação, lá pelos idos de 2003-2006 quando notava em alguns professores e alunos do seminário teológico, certas inconsistências. Eram de “mente aberta” abordando com entusiasmo determinados conceitos liberais em sala de aula, mas, tendo oportunidade de vê-los no […]

Read more

Por que estamos implantando o eSocial?

Um partido de extrema esquerda chega ao poder em 2003. Sob viés socialista maior que o governo anterior, resolve instituir em janeiro de 2007 um novo big brother fiscal [1]. A Receita Federal (RFB) começa a desenvolver o projeto, mas percebe que, sozinha, não poderá alcançar os objetivos. Então, surge um grande grupo de trabalho […]

Read more

Notas sobre o socialismo brasileiro

A definição para o termo “socialismo brasileiro” neste texto pode ser controversa em uma visão liberal ou até mesmo hayekiana [1], talvez seja compreensível por um viés miseano ou austro-libertário. Para o lado canhoto, no último ciclo recessivo brasileiro (2015-2017), o Liberalismo Clássico, a Escola Austríaca e a Escola de Chicago “saíram do armário”, junto […]

Read more

Falácias da “caixa preta” do BNDES

Na última sexta (18), o BNDES publicou uma lista com os 50 maiores tomadores de recursos [1].  A “caixa preta” não foi aberta, considerando que dados dessa natureza vinham sendo publicados pela instituição há algum tempo. Faltam os detalhes da operações, relatórios de análise de crédito, atas, rating de crédito, saldo das operações, situação cadastral […]

Read more

Sobre “ambiente acadêmico”

O que me menciono neste texto como “ambiente acadêmico” se aplica, especificamente, ao âmbito do ensino dito “superior” regulado pelo estado [1] em áreas ligadas às ciências sociais.  Esclarecimento importante quando se verifica que o analfabetismo funcional é uma epidemia, sobretudo entre formados no tal “ambiente”. Antecipo minhas escusas por algo que possa soar ofensivo, […]

Read more

Notas sobre fascismo

Nada me parece ser mais irônico do que ser chamado de “fascista” por argumentar favoravelmente à extinção de todo ordenamento regulatório que concentre no estado poder para interferir nas relações econômicas e nos costumes da população. Pude atestar na pele tal conceito do senso comum, inclusive entre acadêmicos, quando externei um entendimento sobre a CLT. […]

Read more

Natal

  O Natal cristão em 25 de dezembro é uma data simbólica, seguindo diversas tradições que foram aproveitadas de crenças “pagãs”. Nestes termos, há quem veja o Natal cristão apenas como o resultado da influência política na substituição do Natal do “sol invictus” pela celebração do “Menino-Deus” de uma igreja até então sob as conveniências do Império Romano. […]

Read more

Tempus edax rerum

  Uma homenagem a Lopes de Sá Balanço de abertura: o mistério de uma nova existência faz o primeiro lançamento no livro diário da vida. Registra-se débito no “ativo circulante” na conta  Κρόνος (“Krónos”) e credito no patrimônio líquido, na conta “existência”. O valor apropriado é intangível aos olhos humanos, incerto e não sabido. Sabe-se […]

Read more

Divina Comédia

  [1] Do lugar mais fundo e denegrido O ouro negro não se encontra De uma tempestade no deserto circunda Ao círculo de Judas foi trazido. [2] “É o pai! É o pai!”, gritou um devoto de Maomé. “Quero o sangue!” clamou uma multidão cambaleante. Cornígeros demônios açoitando Com grandes azorragues que não cessam. [3] […]

Read more

Por que sou libertário e conservador

Considero-me bastante cético diante de toda grande tentativa de transformação social e, concomitantemente, me flagro aberto a inovações. Chefe de família que hoje tem o (redundante) rótulo de “tradicional”. Não abro mão da autonomia do lar em todos os aspectos, com papéis bem definidos, embora se alternem de acordo com as circunstâncias. Sempre me policio […]

Read more

A Milano

Foto Ilustrativa: Philippe de Champaigne Se eu fosse católico seria um devoto de Santo Agostinho de Hipona (354-430). Identifiquei-me imediatamente com os escritos dele a partir de sua obra mais famosa, Confissões. Nos diálogos com Adeodato [1], De Magistro (Do Mestre), destaco o que considero ser uma síntese sobre o pensamento teológico do maior ícone da […]

Read more

“You Get Tired of Being a Slave”

Imagine um contrato de trabalho onde o empregado é um terceirizado, designado para prestar serviços em outro país. Nesta concessão de mão de obra, o trabalhador não pode levar familiares e está terminantemente proibido de fixar residência no local da prestação dos serviços, se assim o desejar, após o término do contrato. Cessando o período […]

Read more

É a escassez…

  Quem já não teve que esperar por meses na fila de consulta para um renomado médico? Pode haver fartura de profissionais de medicina em um livro de um plano de saúde, mas sempre tem aquele especialista, de alta credibilidade, recomendado por muitos e que vive permanentemente com a agenda lotada por indivíduos dispostos a […]

Read more

Sobre a “extinção” do Ministério do Trabalho

  O Ministério do Trabalho (MTb) é uma dessas heranças malditas do fascismo varguista forjado no “Estado Novo”, aquela que foi a maior ditadura da história do Brasil, ignorada como tal por muitos críticos e “intelectuais” do mainstream. O varguismo é muito poderoso no Brasil, como uma paixão que aglutina desde os assumidamente socialistas até […]

Read more

Escritório contábil: uma atividade em extinção?

  Artigo revisado em 07/11/2018 21h28 O “escritório contábil”, aquela organização que oferta serviços de escrituração baseada no velho e bom método das partidas dobradas, com elaboração de livros diário, razão, demonstrações e análises técnicas dos resultados, está cada vez mais rara. É o que percebo no cotidiano de quase 30 anos trabalhando na oferta […]

Read more

Bolsonaro liberal? Mercado empolgado… Melhor aguardar os fatos

A B3 registrou, na primeira semana após a vitória de Bolsonaro, uma correção sobre as expectativas negativas em torno da ameaça da volta do populismo petista, e assim se ajustou indo aos 88k. O câmbio seguiu uma discreta trajetória de ajuste em queda, como efeito das mesmas precificações. A empolgação tem prazo de validade curtíssimo […]

Read more